Hello world!

Welcome to WordPress.com. After you read this, you should delete and write your own post, with a new title above. Or hit Add New on the left (of the admin dashboard) to start a fresh post.

Here are some suggestions for your first post.

  1. You can find new ideas for what to blog about by reading the Daily Post.
  2. Add PressThis to your browser. It creates a new blog post for you about any interesting  page you read on the web.
  3. Make some changes to this page, and then hit preview on the right. You can always preview any post or edit it before you share it to the world.

Qual o Seu Número? – Karyn Bonask

Sinopse:
Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher é de 10,5, fica
desesperada e assustada por estar muito acima dessa média. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer do passado e começar uma linda história de amor?
Qual seu número revela os segredos de cada mulher e prova que, quando
se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

◘◘◘

Ainda acho que a imagem de uma mulher de 70 anos que já transou com 78 homens é um pouco inquietante. Mesmo assim, se algum dia eu chegar a esse ponto, eu já espero ter parado de contar com quantos homens fiquei.

◘◘◘

Ho-Ho-Ho, eu sou a prova viva de que paranóias baseadas em estatísticas existem, mas ninguém supera a paranóia da Delilah Darling, uma linda mulher prestes a chegar à casa dos trinta e hum, com um currículo bem grande de ex-namorados. Total: 19 ex!, quer dizer, esses são os que ela foi para cama. Isso parecia normal… Até ela ler em uma revista que cada pessoa tem em média 10,5 relações em toda a sua vida, o que assusta Delilah, a vadia. E é assim que começa Qual o Seu Número?

Então Delilah decide que o número 20 de sua lista seria o homem com quem casaria e teria uma linda família. Eis que algo foge do controle e ela acaba passando a noite com o pior homem da face da Terra. Destinada a não ultrapassar mais nenhuma casa, Delilah sai à procura de todos os ex de sua vida com a ajuda de Collin – seu vizinho mais que perfeito -, tentando encontrar um que seja o marido perfeito, exatamente como ela sonha e claro, as coisas também não dão muito certo e resulta no melhor livro comédia da minha vida.

A leitura do livro é tão leve e agradável que quando você olha já acabou e de repente você quer mais, por que quanto mais eu lia, mais eu me divertia (acreditem, eu ria sozinho e as pessoas olhavam para mim pensando que eu poderia ser um louco).

A Delilah é uma daqueles personagens que te pega no primeiro parágrafo e de não mais que de repente você está apaixonado por ela. Ah, claro, adorei a sua sinceridade e adorava quando ela mesma se chamava de vadia, uma coisa que nenhuma mulher consegue ser, digo, sincera. Adorei a Delilah “a fácil”. Daria comida e roupa lavada, mesmo ela sendo fácil, uma vadia e seja lá o que mais.  Eu nem vou comentar os encontros com os ex, é um mais louco do que o outro, quer dizer, ela é louca. Nossa, adorei a mãe da Delilah, sempre preocupada pensando que a filha poderia sim ser lésbica (nada de preconceitos, mas com a idade que tem já deveria estar casada). Eu nunca pensei que poderia me divertir tanto com uma cadela – estou falando de um animal mesmo – na historia, genial!
É melhor eu parar por que não quero falar demais e acabar estragando a coisa mais engraçada que li esse ano. Qual o seu número?, é um livro perfeito, independente de você gostar do gênero ou não vale a pena lê-lo.

Novo Conceito mais uma vez trouxe um titulo que com certeza será inesquecível! (Agradeço pelo livro!)

Comprem Qual o Seu Número? no Saraiva ou Cultura!

Bem, é isso, inté!

[Resenha] Filhos de Galagah – Leandro Reis

Eu estou um pouco nervosapara fazer essa resenha, claro, o fato é que esse é o melhor livro sobre reinose magia (o que pode ser melhor que magia?!) que já li. E, olha que sou da “geração Harry Potter”; crescijunto com a saga nos cinemas e li todos os livros, contudo, ainda assim meapaixonei perdidamente pela heroína, Galatea, e a anti-heroína, Iallanara, quejuntas são “melhor que Coca-Cola com pipoca”, isso me deixa com medode fazer, dessa, uma enfadonha resenha escolar.
          Tem muitos personagenslegais, como Ethan – muito misterioso e viveu alguns séculos e, mesmo assim, éjovem e bonito (adoro essa parte!) – e o personagem engraçado, Gawyn (que mefaz parar de ler toda vez que faz piada só para eu ter uma crise de risossozinha, assustando minha família). A história é cheia de demônios, almaspresas em lugares mágicos, mortos vivos, dragões e magia, muita magia.
          O que mais gostei foi areligião de Galatea, é muito interessante como sua fé leva a fazer coisasimpossíveis em nome de seu deus, Radrak. Não há nada que ela não derrote comsua espada de luz dourada. Agora preciso parar para descrever mais sobre aestrutura da história, se não os spoilers vão começar a aparecer.
          As vidas de GalateaGoldshine e Iallanara Nindra foram muito diferentes em todos os aspectos.Enquanto a doce princesa, Goldshine, cresceu cercada de amor, proteção e vivesorrindo enquanto é cuidada por seus pais e treinada para ser uma Guardiã da Vida;por sua vez, Iallanara é apática, mal-humorada e cresceu em meio às sombras emuma floresta sinistra e criada por um ser perverso, Sukemarantus (que ensinamagia negra e a obriga a fazer sacrifícios, tanto humanos quanto de pequenosanimais). Tudo que acontece em suasvidas parece separar ainda mais suas realidades.
          No trajeto de determinadamissão, após Galatea ter sido nomeada Campeã Sagrada de Radrak, esta se deparacom Iallanara – que estava fugindo de Sukemarantus, em uma floresta -, por seusvalores, Galatea salva Iallana de ser, novamente, capturada pelo Sukemarantus,motivo cujo qual nasce uma amizade forçada. Elas partem pelo mesmo caminho,junto a Gawyn e Sephiros – elfos guerreiros e mago respectivamente. Com o tempoeles acabam se tornando amigos verdadeiros e ajudam Galatea em sua jornada paradeter Enelock, uma criatura maligna que castiga o Reino de Galagah a séculos.
          Só que acima dadificuldade de destruir um inimigo, que conta com as forças de Orgul, deus damaldade e dos sofrimentos, ela também tem uma maldição a superar: Todos os Goldshinetêm o destino de morrer pela profana espada de Enelock.
          Agora ela precisa ter fé edeixar que a luz de Radrak a proteja, mas não é fácil manter a fé sob talinfluencia. Todavia, ela contará com a amizade de Iallanara, Sephiros e Gawynpara enfrentar seu primeiro obstáculo: um dos aspectos de Orgul, Merkanos.
          Durante toda a leitura éimportante prestar atenção a todos os detalhes, nomes, lugares, entre outros;caso contrário se perderá e terá que voltar sua leitura para se situar; Pois oautor é detalhista e usa todos os recursos a sua disposição, e em algunsmomentos ele busca informações que antes pareciam não ter importância.
________________________________________________________________________
         
          Eu praticamente não deixeio livro de lado, fiquei presa a leitura, minha curiosidade no nível máximo. Nãodava pra imaginar o que aconteceria a seguir, e constantemente fui pega desurpresa e fiquei boquiaberta com cada batalha.
          Galatea é uma heroínadaquelas! A descrição sobre ela me fez imaginar como se ela fosse a AnaHickimann, mas de 1,80m com cabelos dourados. Mas seus ideais nobres e, suaalma extremamente bondosa me ajudou a formar um rosto suave, de feições gentise olhos cativantes. Já Iallanara, eu imaginei não muito alta e com um rostomarcante bem bonito, mas carrancudo, de aparência hostil/agressiva por seus modospouco convencionais. Mas, conhecendo melhor a personagem, eu coloquei um poucomais de vida na imagem que eu tinha dela e, no final, ela parecia bem menosagressiva e até mais sensual (haha!).
          O que faltou na históriafoi romance, nada meloso, só para temperar o clima de guerra constante.
          E é bem interessante, para não dizer omínimo, que Galatea não tenha defeitos. Em contra partida Iallanara que é todadeficiente em sua moral é mais real e cativante — para mim— que Galatea, achoque eu não gosto muito de perfeição.
          As partes mais divertidas eram oscombates, sempre tinha muita piada de Gawyn, que encarava cada batalha como umachance de se divertir. Como sempre tem aquela parte da “citação” eu preferiseparar uma parte do livro com as brincadeiras de Gawyn durante um combate:

“— Senhores! —Gritava Gawyn. — Está aberta a competição de espadas na mesa. — vendo umprimeiro atacante preparando um golpe, esquivou-se. A lâmina afiada passourente à mesa, mas cravou em uma das cadeiras.O espadachim,eufórico pelo combate, chutou o queixo do soldado e declarou:— Cadeira nãovale ponto!”

Página 235. Capítulo 11 – O Aspecto de Orgul

Adquira seu exemplar de Filhos de Galagah
Adicione no skoob

Obs. Agradecimentos especiais a Maycon Felipe que me corrige quando exagero no coloquialismo 😉 
Adoro você “muleque piranha” (aguardo ansiosamente suas críticas sobre minha linguagem inadequada kkkkkkkkkk)


Julieta Imortal

Sinopse:


Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.


◘◘◘

Havia muito sangue dessa vez. O sangue em minhas mãos manchava o painel, pingava em minha calça jeans e deixava marcas escuras que podia ver através da luz da lua que iluminava o teto solar do carro. Era feio, assustador, mas surpreendentemente, o acidente não a matou. Matou a mim.


◘◘◘

Julieta Capuleto não foi morta, ela foi assassinada. Sério? Sim! Vou te contar.
Julieta Imortal conta a história de Romeu e Julieta. Aquele Romeu? Aquela Julieta? Sim, esses ais mesmo, a questão é que houve uma parte em que Shakespeare não contou, ou quis deixar esquecido.
Tudo começa quando Romeu tira a vida de se Julieta (acredite se quiser) achando que assim seria eterno e foi, assim como ela – com essa parte ele não contava… Mas então ele alia-se aos Mercenários e ela tem sua alma amparada pelos Embaixadores da Luz. Romeu pertence às sobras, já Julieta a luz, onde luta pelo amor há 700 anos, entrando e saindo de corpos, ajudando a fortalecer o amor das almas gêmeas.
Na sua nova encarnação, dentro do corpo de Ariel, Julieta não esperava se apaixonar por Ben, o cara que lhe salvou de Romeu, que viu Ariel da maneira que ninguém jamais viu, que a quer, que a deseja, que faz com que Julieta esqueça que este corpo não é seu. Ben, que ela julga amar mais do que Romeu, que por esse último só consegue guardar uma coisa: ódio.
Até que ponto Julieta pode se entregar a este amor, sem que saia ferida, sem que Ben saia ferido? Será que ela tinha esse direito de se apaixonar?, de ter uma segunda alma gêmea?, quando se na verdade cada pessoa tem apenas uma e essa sua metade dela é ele, Romeu, o monstro. Será que Ben não é alma gêmea daquela a quem veio ajudar? Quando Romeu vai parar de matar?, de destruir tudo o que é saudável? Qual o preço que Julieta pagará por esse amor proibido? 
Com uma história bem dinâmica e envolvente, Stacey Jay inova o clássico de Shakespeare, provando de uma vez por todas que tudo tem um inicio, meio e fim. Devo confessar que no inicio eu tava a todo vapor, no meio fui perdendo o gosto, mas depois me entreguei totalmente e tudo o que eu queria era chegar ao fim. Esse livro vale a pena ser lido, é o máximo poder ler os pensamentos, medos e anseios de Julieta, ela é um personagem daquelas que tem um carisma arretado.
Então é isso, não deixem de conferir Julieta Imortal, a prova viva de que a Novo Conceito veio pra apostar, trazer os melhores títulos para a nossa vida que ultimamente estão sendo bombardeadas de histórias repetidas onde só mudam o personagem – com todo o respeito. 

Quero agradecer a Novo Conceito pelo livro, é maravilhoso e ah, claro, achei a capa linda, daquelas que você passa horas olhando. 

Adquira o livro na Saraiva ou Livraria Cultura

Inté a próxima pessoas! 

Os inteligentes dormem mais tarde



Em média, os indivíduos de QI alto caem no sono à 1h44 – uma hora mais tarde do que os burros. Essa é a conclusão de um estudo da Universidade de Londres, que analisou os hábitos de 20 mil pessoas. Segundo os cientistas, ficar acordado até tarde é um sinal de curiosidade e vitalidade intelectual.




Fonte

[Resenha] Circulo Secreto – L.J. Smith


Pra começar, o que mais me marcou nesselivro foi o fato de ele tratar da amizade e do amor sincero ealtruísta que une as pessoas. Sendo elas namorados ou amigos.
Cassie é doce, tímida e românticacomo a maioria das mocinhas e durante as férias ela se apaixona por um meninoruivo que têm todas as cores do outono no cabelo (ela o descreve assim O_O),mas a contragosto se muda com a mãe para a casa da avó em New Salem, uma ilhaquem mesmo está no mapa (básico!). Ela simplesmente odeia tudo, nova casa, novaescola, novos “colegas”.
Desde o primeiro dia de aula ela se vêalvo do ódio de alguns membros do “clube” das pessoas populares daescola, e esse grupo exerce uma influencia que abrange até os adultos dacidade. Assim ela se vê sozinha na escola onde todos a ignoram por medo.
Em um dos ataques que ela sofre de Faye asuposta vilã do livro, Cassie recebe ajuda da líder do Clube, Diana. Sua sortemuda completamente depois disso, dando adeus a solidão em que se encontrava elase torna amiga de Diana que a admite como membro do clube e do Circulo que eladescobre ser um coven de bruxos.
Cassie é aparentemente o único membro doCírculo que é parte marginal (nome usado para não bruxos filhos dos empregadose pessoas que foram aceitas na cidade) e parte bruxa. Todos, inclusive eladescendem das 12 famílias originais que fundaram New Salem ha 300 anos. Casando entre elespara manter o sangue puro. Sua mãe rejeitou a vida de bruxa se mudando paraoutra cidade e casando-se com “alguém de fora”. Mas impedida de fugir dodestino acaba voltando.
Cassie passa todo seu tempo com os novosamigos participantes do Círculo e acaba contando sobre o menino ruivo queconheceu, só que ela não prestou atenção a um fato importante: faltava ummembro do clube no grupo que é o namorado de sua melhor amiga Diana e quandoele volta de viagem ela é pega de surpresa e tem que fazer de tudo para que elenão conte sobre o que aconteceu com medo de perder a confiança de sua amiga.
Agora o que falará mais alto no coração deCassie? A amizade gratuita e genuína de Diana ou o amor incandescente do Ruivo sedutor?
A tentação é grande, invocar os poderespara ter o amor de sua vida seria fácil, mas lidar com a perda de sua melhoramiga e ferir os sentimentos de alguém que lhe abriu as portas do coração seriapura maldade, pior ainda ferir os sentimentos de alguém que amamos é como ferirnosso próprio coração. E Diana a salvou de Faye e a aceitou quando todos arejeitaram.
Mas esse é o começo da guerra, pois Fayefará de seus dias e noites batalhas constantes. Essa linda vilã apimentou ahistória e me fez saborear cada página com sua selvagem sede de poder.
Citação:

“Diana a olhava, os olhos verdes e claros cheios de preocupação. Havia lágrimasrecentes nos cílios pesados. Olhando naqueles olhos, Cassie tomou a atitudemais corajosa que teve na vida. Ela sorriu.”







Círculo Secreto – A Iniciação – Vol. 1 – L.j. Smith

Livro que deu origem à série de TV Secret Circle

  • Sinopse:
              A história começa quando Cassie se muda da Califórnia para New Salem, depois de passar as férias em Cape Cod, e começa a se sentir estranhamente atraída pelo grupo de jovens que domina sua nova escola. Cassie logo é iniciada no Círculo Secreto, uma irmandade de bruxas que controla a cidade há séculos, numa aventura ao mesmo tempo fascinante e mortal. Ao se apaixonar pelo sombrio Adam, será preciso escolher entre resistir à tentação ou lutar contra forças obscuras para conseguir o que deseja – mesmo que um simples passo em falso possa significar a sua destruição. 


    *Primeiro volume da trilogia Círculo Secreto, de L.J. Smith, a criadora do fenômeno mundial e best seller do New York Times, Diários do vampiro que deu origem à série de TV da Warner Vampire Diaries. 


    – A série de televisão inspirada no livro estreia nos Estados Unidos em 15 de setembro no canal CW. 



O Erro – As Aventuras do Caça Feitiço Vol. 5 – Joseph Delaney


Enquanto o perigo aumenta no Condado, Tom é enviado para o Norte por seu mestre para ser treinado por Bill Arkwright, outro Caça-Feitiço. Arkwright vive em um celeiro assombrado, na ponta de um pântano traiçoeiro e seus métodos de treinamento provam ser rígido e por vezes cruel. Mas ele tem endurecido muitos aprendizes ao passar dos anos e agora deve fazer o mesmo por Tom e prepará-lo para o maior perigo de sua vida. Mas quando o Maligno envia sua própria filha, a antiga e poderosa feiticeira da água Morwena, para destruir Tom, Arkwright comete um erro de julgamento e Tom encontra-se cara-a-cara com seu inimigo sozinho. O Caça feitiço e Alice percebendo o perigo se apressam em socorrê-lo, mas será que até mesmo os esforços combinados deles serão suficientes para enfrentar um mal tão poderoso e terrível? E será que o erro do Caça-feitiços poderá acabar tendo como conseqüência a vitória definitiva das trevas?


Título Nacional: O Erro
Ano de Lançamento: Previsto para Novembro de 2011
Número de Páginas: Sem Previsão
Editora: Bertrand Brasil
Tradutor: Lia Wyler
Título Original: The Spook’s Mistake
Ano de Lançamento: 2008 (UK)
Número de Páginas: 448 páginas (UK)
Editora: The Bodley Head (UK)



Adicione no Skoob clicando aqui